terça-feira, 27 de outubro de 2009

sei lá, sei lá, a vida tem sempre razão

Tenho achado as pessoas chatíssimas.
Os lugares tenho achado chatíssimos também.
Não tristes, chatos.

Tem sido chato trabalhar também.
Merecia não trabalhar.
Não precisar.
Ganhar por ser.

As pessoas que amo continuo amando.
Muito.
Mais.

Mas o mundo anda chato.
Tenho achado.

Esses encontros de bastante gente.
Aceitação.
Mostrar riso.
Acenar.
Conhecer.
Ser conhecido.

E repete.

Esses encontros de bastante gente.
Aceitação.
Mostrar riso.
Acenar.
Conhecer.
Ser conhecido.

Eu não sei o que há comigo.
Tenho amor que vaza.

Mas chego em casa querendo ficar.

Biscoito com mostarda. Pipoca, com mostarda também.
Chá sem açúcar.
Ler, um filme, uma escrita.
Música. Música.
Deitar na rede com o piquinin.
Espio alguma coisa atrás do computador.

E repete.

Biscoito com mostarda. Pipoca, com mostarda também.
Chá sem açúcar.
Ler, um filme, uma escrita.
Música. Música.
Deitar na rede com o piquinin.
Espio alguma coisa atrás do computador.

Sem compartilhar.
Nem dar, nem pegar.
Ser, só.


Um comentário:

Tatiana Telink disse...

Mari, o pequenin dá sentido. A mostarda dá a "picância". A pipoca dá crocância. O livro e o filme, alimento. Mas vc me desculpe minha irmã, mas o que te falta, é um amor. Sua, Tatoca