sexta-feira, 26 de março de 2010

uma questão de besouro

parece brincadeira.
escorregão.
esquenta voltar pra outro play.
uma música só.
dependuro num repete adolescente
no mesmo desejo
um lugar, outro, movimento
encontrar o que parece óbvio, enquanto ouço
recordo uma voz
alguma coisa que não conhecia,
num quase pra saber,
o quarto onde coloquei minhas coisas, depois da minha irmã ir morar em outro lugar
me tranquei num frasco da benzina
dentro do mesmo disco
fui embora

sensação de mobilete.
da bicicleta na descida da avenida Paraná.
de andar por horas de madrugada, depois da noite que bebi.
dormir na calçada ou na mesa de fora de casa.
da janela e o cigarro na parada do ônibus de viagem.
das duas mochilas que trouxe quando vim.

2 comentários:

Rachel Souza disse...

Gosto dessa música, principalmente da parte em que o amor enxuga.

Tainah Negreiros disse...

eu gosto tanto quando eu vinho e sinto as coisas ditas com um desfiar dos fios da memória.
beijoca!